Escrivaninha 32

Penso, logo escrevo

Futuro do pretérito

Publicado por JC sob em 13:18

Às vezes o passado volta com uma intensidade tão ofuscante que nos derruba, nos faz perder a consciência, os sentidos. Os sentimentos se fundem dando origem a sensações inimagináveis. Algumas verdades se sustentam enquanto outras caem por terra, fazendo-nos repensar todos os nossos princípios, valores e atitudes. A distância entre o certo e o errado se estreita de forma que sequer ponderamos nossas ações, apenas agimos. Então o passado subitamente se despede sem deixar vestígios, apenas saudades. Se será apenas um até logo ou uma despedida definitiva, deixemos a cargo das reticências.

Ao mesmo tempo em que sinto ter errado por deixar o passado tomar conta do presente, lembro-me de nunca ter dito adeus. 




"[...] E nossa história não estará pelo avesso
Assim, sem final feliz.
Teremos coisas bonitas pra contar.
E até lá, vamos viver
Temos muito ainda por fazer
Não olhe pra trás
Apenas começamos.
O mundo começa agora
Apenas começamos."

(Metal Contras as Nuvens - Legião Urbana)

0 comentários:

Postar um comentário

 

Contador de posts e comentários

Este blog contém posts e comentários. Obrigado pela visita!

Seguidores