Escrivaninha 32

Penso, logo escrevo

Final feliz

Publicado por JC sob em 11:38

Estou indo embora.
Talvez um dia eu volte,
mas não chame pelo meu nome.
Não quero olhar para trás.
Quero apenas em casa chegar
e então dormir em paz.

Quem sabe quando eu acordar
tudo terá sido esquecido,
o mar estará mais tranqüilo
e eu volte outra vez a amar.

Enquanto isso
vou caminhando em direção ao horizonte,
como se um dia fosse chegar
num lugar bonito, cheio de coisas pra contar,
mas estou ficando cansado,
cansado de tanto andar
e me ver sempre no mesmo lugar.

Por que os finais felizes
são sempre tão tristes?


17 comentários:

Marcel disse... @ 22 de novembro de 2008 12:05

"Por que os finais felizes
são sempre tão tristes?"

Nem sempre, cara. Tente olhar com outros olhos enquanto caminha em direção ao horizonte.

P. Florindo disse... @ 22 de novembro de 2008 12:48

Um final de feliz e nem um felizes para sempre raramente vai acontecer. O mais importante é ter um meio feliz e, quem sabe, um começo feliz também. A felicidade e nem nada deve ser projetada para o futuro.

Pensei que fosse a letra de uma música do Jorge Vercilo, mas não me pareceu familiar.

Ellen Regina - facetasdemim disse... @ 22 de novembro de 2008 16:49

Sempre e nunca são tempo demais. [quase] sempre acho q resolveria, srsrs, embora, como diz o ditado, o fim de tudo é a morte, e não o término de uma relação...

Lara disse... @ 22 de novembro de 2008 19:56

seus poemas são lindos !

marceloclash disse... @ 22 de novembro de 2008 21:26

Que show de poema. Parabéns, você tem muito talento escrevendo.

http://papodomarcelo.blogspot.com/

Trujillo disse... @ 23 de novembro de 2008 19:35

Sempre procuramos algo a mais para pensarmos, sentirmos, tocarmos. Tristeza uma criacao humana. Qual sera o proposito dela nos finais? Acredito que tenha muito a ensinar. Bela poesia.
Abrcs

Obrigado pela visita no meu blog.

Henrique Hemidio disse... @ 24 de novembro de 2008 17:42

Poema mediano
esse trecho aqui tá legal

"Quem sabe quando eu acordar
tudo terá sido esquecido,
o mar estará mais tranqüilo
e eu volte outra vez a amar."

Abraço!

Airton disse... @ 26 de novembro de 2008 08:45

eii legal o blog...

da uma passada nu meu se possivell

publicidade, cinema e cronicas

http://publicandobr.blogspot.com/

Cris disse... @ 27 de novembro de 2008 11:22

Que lindo! É você mesmo que escreve esses poemas? Se for, parábens! Bjs,
Cris.

[camille paixão|mile] disse... @ 30 de novembro de 2008 21:14

vc tem um olhar muito sensível sobre o cotidiano.

'Quem sabe quando eu acordar
tudo terá sido esquecido,
o mar estará mais tranqüilo
e eu volte outra vez a amar.'

parabéns.
visite tb o meu blog.bjO=o]

мiмi ' disse... @ 4 de dezembro de 2008 13:56

Nossa, muito lindo mesmo!

"Por que os finais felizes
são sempre tão tristes?"

eu ja fiz essa pergunta para mim mesma um tempo atrás, quando acabou de uma forma triste u que era pra acabar de uma forma feliz.Talvez seja porque nao era para ser desse jeito, com aquela pessoa...

não sei explicar com palavras, mas sei bem o que vc quiz passar com o poema.


Bejus

Caio disse... @ 5 de dezembro de 2008 22:23

Blog tá muito legal, bastante interessante.

=)

beijaaoo :D

TiRiLoX... disse... @ 6 de dezembro de 2008 14:35

depende de como acabam as coisas
ai sim,vcpode dizer q sao felizes ou sao tristes

vlw pelo coment la

Brunín...® disse... @ 6 de dezembro de 2008 22:41

Legal o poema, mas não animou nem um pouco meu frango como vc prometeu =D

"Porque os finais felizes são sempre tão tristes?"... super animador =P

Janine disse... @ 7 de dezembro de 2008 12:28

"Pq os finais felizes sã sempre tristes?"
pq a gente nunca sabe se tudo terminou bem, na vida num é assim, as coisas não acabam no emfim sós do casamento, as coisas continuam, e não são constantes... nenhuma princesa é linda o tempo todo, perfumada o tempo todo, incrível o tempo todo... Leia esse post que fiz há um tempo atrás:
http://wwwjanineribeiro.blogspot.com/2008/07/por-um-mundo-sem-princesas-apticas.html

мiмi ' disse... @ 7 de dezembro de 2008 20:48

vc acaba de ganher um selo õ/
Se vc quiser, é só pegar lá no mey blog

;*

Lô Dornela disse... @ 12 de dezembro de 2008 17:44

E quem disse que amar é alegria?! Já viu o filme "Romance" lançado recentemente, com Wagner Moura e Letícia Sabatella? Fala bem disso: que não existe amor sem sofrimento, que apaixonar-se é sofrer, já que a palavra "Paixão" representa sofrimento, não se vê "a paixão de cristo" (?!). E pior ainda, as pessoas gostam disso... as pessoas gostam de sofrer por amor. E isso é lindo. Assista o filme, é ótimo!
BJo.

Postar um comentário

 

Contador de posts e comentários

Este blog contém posts e comentários. Obrigado pela visita!

Seguidores