Escrivaninha 32

Penso, logo escrevo

Amor de primavera

Publicado por JC sob em 19:19

Bom, essa aqui é “do fundo do baú”. Foi uma música que fiz há quase dois anos atrás, depois de uma daquelas viagens que a gente conhece uma pessoa especial, mas que por conta da efemeridade do momento, temos inevitavelmente que dizer “adeus”.

A “música” não foi terminada e, a fim de conservar a magnitude do momento, preferi não findá-la agora. Até porque, pra mim, música e poesia é coisa de momento. Depois que a emoção se esvai não há porque continuar a escrever sobre algo que você não sente mais. Sem mais delongas, segue a música:


Não tente adivinhar
O que estou sentindo
Apenas feche os olhos
E me veja lá sorrindo

Não tente compreender
O incompreensível
Apenas feche os olhos
E sinta...

Sinta o vento bater
Sinta o tempo passar
E quando menos perceber
Nossa hora há de chegar

Todos os problemas
Todas as angústias
É tudo passageiro
Acredite,
Tudo passageiro...

Não Amor, não digas “adeus”
Um dia eu sei que vou voltar
Mas terás que correr o risco
De ter seu coração partido

Não ligue para os detalhes
Contemple a felicidade
No final é o que importa
Mesmo à mercê da brevidade

Se não der certo vamos sonhar
Sonhar como poderia ter sido
Sonhar não é tão ruim assim
Ruim é não ter o que sonhar

Sonhe daí que daqui sonho eu
Quando nossos sonhos se cruzarem
Como metáforas sem sentido
Vamos ver as ondas do mar
A noite toda
O dia todo
A vida toda
Até o sol rubro apagar
E o mar cansado enfim secar

Mas não me faças gostar de ti
Se tiveres medo de se arrepender
Eu sei que em mim vai doer
Mas seja o que tiver de ser


16 comentários:

Igo Araujo disse... @ 13 de novembro de 2008 13:33

caramba!
gostei da música
demonstra bem o sentimento de passagem, de que é msm efemero

flws
ab~s

Mo disse... @ 13 de novembro de 2008 13:37
Este comentário foi removido pelo autor.
Monique disse... @ 13 de novembro de 2008 13:47

A convivência acaba por aproximar as pessoas, e de repente uma tesoura invisível corta os laços atados. É doloroso dizer adeus.

Parabéns pelo blog! :D

Hugo Ceregato disse... @ 13 de novembro de 2008 15:16

Muito legal. Li como assim como poema, a letra é bem elaborada, não deixa de parecer. Parabéns pelo trabalho.

(www.fragmentosdelivro.blogspot.com)

Júnior disse... @ 13 de novembro de 2008 15:19

perfeito... a opnião de todos é muito importante!!!

faz a gente trabalhar melhor em pensar mais...

e aqui, gostei bastante do que vi, pois são musicas, poemas, bem legais e marcantes!

parabéns, e sempre que pudar apareça lá no blog =]

rosangela disse... @ 13 de novembro de 2008 15:37

Parabéns ..está ótima ..

Vc colocou melodia na letra?

gostaria de escutar.. srsrs

Está linda mesmo!!

Abç.

Tiago Laurentino disse... @ 13 de novembro de 2008 16:00

realmente ficou confuso...
é a continuação do post anterior que mostra desenhos a lápis de Ksadako.

JV's loko é poco disse... @ 13 de novembro de 2008 16:08

caro joão de carvalho já que você comentou no meu blog te respondo sei que não é possivél mudar uma coisa da noite pro dia mas aquele texto que escrevi era um tipo de motivação entendeu?

JV's loko é poco disse... @ 13 de novembro de 2008 16:11

e sei que está pesado mais apesar de ter criado o blog em setembro já tem um "exagero" de artigos :D

JV's loko é poco disse... @ 13 de novembro de 2008 16:13

quanto á postagem a música é muito interessante gostaria de saber o nome ;)

João de Carvalho disse... @ 13 de novembro de 2008 16:17

@JV's loko é poco

Pois é, não deu tempo de denominar a "música"(?), justamente por eu não ter terminado-a pelos motivos já explicados no post em questão.

Se eu fosse reedita-la , mudaria bastante coisa. Quando a fiz o meu mundo era pequeno demais.

Pedro Guilherme disse... @ 13 de novembro de 2008 18:55

nossa
um poema desses virar letra
que obra de arte parabéns!
____________

http://tecnijogos.blogspot.com

Marcel disse... @ 13 de novembro de 2008 18:59

Até imaginei uma melodia...

Andrew disse... @ 13 de novembro de 2008 21:04

nossa, linda mesmo a letra, meus parabens!

ohshittt disse... @ 13 de novembro de 2008 23:25

nossa fico mta linda...mais entendo qndo vc diz q não irá termina-la agora...

Anônimo disse... @ 28 de julho de 2011 17:49

O mundo era pequeno demais ,e os sentimentos mais verdadeiros !

Postar um comentário

 

Contador de posts e comentários

Este blog contém posts e comentários. Obrigado pela visita!

Seguidores