Escrivaninha 32

Penso, logo escrevo

Adeus

Publicado por JC sob em 13:50

Apeteci que fosse diferente.
Meu mundo parecia ser perfeito,
quem ama não consegue ver defeito,
tão parvo meu gostar inda doente.

Promessas cá ficaram adormente.
Ao amor seu, Amor, jurara-me direito,
porém como o disparo de morteiro,

um adeus tu disseste de repente

Do muito gostar não me arrependo,
contudo, do sofrer, há quem namore?

Ficando assim vou, aqui padecendo.

Deslembrar-me de ti quiçá demore.
Quando de mim fugir, efêmero alento,
não mais existirá quem por ti sofre.

Apeteci: desejei, almejei, esperei;
Parvo: tolo, idiota, estúpido, bronco;
Adormente: acalentar, entorpecer, hipnotizar;
Morteiro: boca de fogo larga, de cano curto, para lançar projéteis com trajetória curva, com grande ângulo, para a destruição de obstáculos;
Namore: goste, cative, adore;
Quiçá: quem sabe, talvez;
Efêmero: passageiro, temporário, provisório, transitório;
Alento: entusiasmo, alimento, sustento.


9 comentários:

humor lecal disse... @ 12 de novembro de 2008 13:54

Gostei do soneto, muito bom, é de sua autoria ???

e gostei da idéia de colocar o significado das palavra, relamente é muito útil.

Dtescom.blogspot.com disse... @ 12 de novembro de 2008 23:23

Gostei, Um belo soneto Do João de Carvalho.

Pedro A. disse... @ 12 de novembro de 2008 23:29

Mtoo bom post!! e interessante a ideia dos significados das palavras!!

ana lucia nicolau disse... @ 12 de novembro de 2008 23:33

muito bonito poema.
de tudo o problema é que como você disse
quem ama não consegue ver defeitos

Picolé de Chuchu disse... @ 12 de novembro de 2008 23:43

Minha mulher adorou!!!Excelent!

Eu coloquei o crédito no meu post sim...vc que não viu...


http://wwwpicoledechuchu.blogspot.com/


Passa lá!!!

Reginaldo Mercês disse... @ 13 de novembro de 2008 00:03

Gostei do seu blog ... realmente muito bom .. voltarei mais vezes bjosss


http://uniaodepalavras.blogspot.com/

Fernanda Fernandes Fontes disse... @ 13 de novembro de 2008 00:20

Que lindo! Parece aqueles poemas clássicos antigos...

Arrepender jamais, msm que haja dor. Pq, um dia, houve felicidd, não é...

Sobre o deslembrar,tempo e vontade, nada mais...

Me visite:
http://degustacaoliteraria.blogspot.com/

Abraços e parabéns msm!

JOY disse... @ 13 de novembro de 2008 11:14

Foi vc quem criou??
??

Mto bom

bjos

João de Carvalho disse... @ 13 de novembro de 2008 11:17

Sim, o soneto do post em questão fora criado por mim.

=]

Postar um comentário

 

Contador de posts e comentários

Este blog contém posts e comentários. Obrigado pela visita!

Seguidores